Como surgiram as líderes de torcida

Postado por Agatha Moreira em 25/out/2018
thumb image

Destaques

Eventos Universitários

Sem categoria

líderes de torcida
[ssba-buttons]

As líderes de torcida (ou cheerleaders, em inglês) são participantes de uma atividade que envolve música, dança e movimentos de ginástica. Sua principal função é animar partidas de diversos esportes, encorajando atletas com cantos e movimentos sempre bem precisos e coordenados.

Apesar de terem surgido como uma atividade de encorajamento para as esquipes, atualmente existem campeonatos apenas para essa atividade. A prática exige muito treino e dedicação e foi popularizada pelos filmes norte-americanos para adolescentes.

Neste post, contamos como aconteceu o surgimento dessa técnica e como ela se desenvolveu e popularizou mundo afora.

Cheerleading era coisa (só) de homem

A torcida organizada começou como uma atividade exclusivamente masculina. O primeiro grito surgiu nos Estados Unidos, na Princeton University, em 1877, quando o canto foi criado para encorajar atletas em partidas competitivas. O grito “Hurrah! Hurrah! Hurrah! Tiger! S-s-s-t! Boom! A-h-h-h” existe até hoje com pequenas modificações e com o nome de “Locomotiva”.

Em 1884, Thomas Peebles, aluno graduado da Princeton, levou a prática para a Universidade de Minnesota, onde surgiram os primeiros clubes e fraternidades organizadas de animação de torcida.

Só em 1923, ainda na Universidade de Minnesota, mulheres começaram a ser aceitas como líderes de torcida. Desde então, a popularidade delas na prática cresceu exponencialmente, principalmente nos anos 40, com a Segunda Guerra Mundial, onde universitários homens estavam sendo recrutados para a batalha.

Líderes de torcida virando coisa séria

Nos anos 50, a prática de animação de torcida começou a se profissionalizar. O primeiro clube a estar presente na NFL (National Football League) foi em 1950, para os Baltimore Colts. Posteriormente, o grupo Dallas Cowboys Cheerleaders se destacou na prática e, em 1976, estreou no Super Bowl X com roupas reveladoras e sofisticados movimentos de dança.

A partir daí, as líderes de torcida ficaram mais populares, fixando-se na cultura norte-americana e levando a prática para outros lugares do mundo, principalmente por meio do cinema. No Brasil, a prática ficou popular graças aos filmes hollywoodianos dedicados ao tema. Atualmente, existem clubes de líderes de torcida em diversas universidades do país, sua maioria ligadas a atléticas universitárias.

O esporte foi introduzido oficialmente no Brasil, em 2008, pela Comissão Paulista de Cheerleading. Hoje, tem como representante oficial a União Brasileira de Cheerleaders (UBC), entidade afiliada à International Cheer Union (ICU).

[ssba-buttons]