Como lidar com ansiedade e depressão na universidade

Postado por Agatha Moreira em 12/set/2018
thumb image

Sem categoria

A entrada na universidade representa não apenas um grande passo na carreira dos estudantes, mas também a inserção deles em um novo estilo de vida. Essa nova rotina está carregada de novas experiências, como a introdução em novos grupos sociais ou até mesmo a curtição que só a faculdade pode nos trazer. Porém, um problema vem atingindo grande parte dos alunos em universidades de todo o mundo.

Uma pesquisa realizada pelo Catraca Livre, em 2017, revelou que aproximadamente 79% dos alunos entrevistados revelaram que foram diagnosticados com depressão durante o vestibular nos últimos semestres do curso. Número bem alto que revela como as responsabilidades e a rotina pesada podem afetar negativamente a saúde mental dos universitários.

Se você está passando por isso, nossa dica é que você procure pela ajuda de um profissional. Fora isso, organizamos também quatro pequenas dicas que podem ajudar na melhora da sua saúde mental.

1. Fique atento aos sinais físicos

Em casos mais graves, a ansiedade provoca resultados negativos no corpo, como cansaços extremos ou até mesmo baixa da sua imunidade, resultando em outros problemas. Fique atento e não deixe de procurar um profissional nesses casos.

2. Medite

A prática da meditação diminui o índice de estresse e ansiedade no nosso corpo. Você pode dedicar alguns minutos do seu dia para meditar e relaxar. Mesmo sem entender nada sobre a prática, não há problema, existem vídeos disponíveis na internet que informam e guiam os iniciantes na prática.

3. Tenha um hobby

Uma das formas de controlar a ansiedade e o estresse é investindo tempo em atividades que façam bem a você. Escolha um hobby ou resgate algum que você já tem, mas esqueceu com o tempo.

4. Faça exercícios físicos

A prática de exercícios físicos libera endorfina no nosso corpo, uma substância que causa relaxamento e satisfação, diminuindo, assim, quadros de ansiedade. Uma dica é tentar inserir esses exercícios na sua rotina, alguns deles são bem simples e podem ser feitos sem muito esforço ou estrutura, como caminhadas ou corridas.

Essas dicas podem ajudar você a lidar melhor com a ansiedade no ambiente universitário, porém, se há sintomas de ansiedade e depressão, a melhor escolha é procurar ajuda de um profissional, só ele poderá orientar você corretamente. Pesquise na sua universidade, existem programas de apoio psicológico gratuitos ou por preço social. Cuidar da sua saúde mental é cuidar de você e de toda a sua vida.